Devo escolher meu curso de acordo com as matérias que mais gosto?

Uma das melhores formas de escolher sua futura profissão é pensar nas suas matérias preferidas do Ensino Médio, certo? Hum, nem tão certo assim.

Temos a tendência de pensar que se gostamos muito de História, devemos estudar isso na faculdade. Ou que se amamos Matemática, devemos ser engenheiros, por exemplo. Mas essas são associações muito básicas e superficiais, que nem sempre condizem com o que queremos profundamente. Às vezes, você gosta de História pois é uma pessoa analítica e entende de política. Ou gosta de Matemática porque curte resolver problemas e tem um excelente pensamento lógico, o que pode fazer com que você se dê super bem em um curso de Administração.

A relação causal entre gostar de Física e fazer faculdade de Física não deveria ser óbvia e não é definitiva. Você provavelmente gosta dessa matéria por alguns motivos, e eles seriam uma reflexão melhor para basear a sua escolha de profissão. Neste caso, excluo as pessoas que querem dar aulas ou ser pesquisadores, aí vale a pena sim fazer uma faculdade para se aprofundar na sua matéria favorita. Mas, para todo o resto, é preciso fazer análises mais profundas para entender o porquê dos seus gostos e o que isso diz sobre você e sua personalidade.

não sei qual faculdade fazer, não sei qual curso fazer

Uma outra dificuldade que vem dessa simplificação de gostar de certa matéria e não gostar de outra é que você pode desistir de fazer algo que quer porque tem uma matéria “no caminho” que você não gosta. No meu caso, desde criança, pensava em ser arquiteta. Sempre gostei muito de desenhar, fazer maquetes, tinha uma veia artística e, assim, por muito tempo, quis fazer Arquitetura.

Mas quando cheguei no Ensino Médio e precisei escolher, fiquei com receio de fazer este curso, pois, em uma pesquisa bem superficial sobre o que aprenderia na faculdade, percebi que teria que passar por aulas de Matemática e Física. E eu sempre fui mais voltada para Humanas. Teria aulas de História da Arte, por exemplo, o que me fascinava, mas também teria que fazer umas continhas no meio do caminho. Será que eu seria uma boa arquiteta? Não sei, pois acabei desistindo do curso por causa disso.

O que eu não pensei na época (nem ninguém me contou) é que em qualquer curso de faculdade que fosse fazer teriam matérias que me desagradariam. Acabei estudando Relações Internacionais, em uma faculdade onde a parte de Humanas é o foco desse curso. Mas mesmo aquela matéria com o nome lindo, do tipo Como a Política e as Organizações Internacionais podem Salvar o Mundo (apenas um exemplo, essa matéria nunca existiu), podia acabar sendo chata. Às vezes o professor não era tão bom ou o assunto não era tão interessante como eu imaginava. Enfim, acabei estudando várias matérias que não foram legais para mim durante a faculdade de RI e nem por isso eu morri ou passei a odiar a profissão.

O ponto é, não descarte seguir uma profissão por causa de uma matéria que você não gosta e não escolha o seu curso apenas baseado nas matérias que você vai estudar. Em toda faculdade você terá matérias que gosta mais e se identifica, e outras que gosta menos. Na vida, temos que sair da nossa zona de conforto para atingir objetivos maiores. Ninguém vai fazer o que gosta 100% do tempo. Até cantores famosos têm que fazer coisas que não querem como viajar quando não estão com vontade, dar entrevistas respondendo às mesmas perguntas mil vezes ou mesmo ir a eventos que não querem. Isso é natural na vida de todo mundo. Todo. Mundo.

Por isso, meu conselho é: não tome sua decisão de profissão baseado em matérias; nem as que você gosta, nem as que não gosta. Claro, que para algumas pessoas essa situação é mais óbvia e tem gente que ama a aula de Biologia e acaba se tornando um ótimo biólogo. Mas essa relação simplista não funciona para todo mundo, então procure entender quais os motivos mais profundos para você gostar de certas matérias e não gostar de outras. E foque a sua escolha no que aquela faculdade ou curso vai trazer para você no futuro, quais atividades você vai realizar no dia a dia durante sua vida profissional, como vai contribuir com o mundo, em que tipo de ambiente e com quais tipos de pessoas você trabalhará. Essa é a melhor forma de tomar a sua decisão.

book coverQUER MAIS DICAS DE COMO ESCOLHER SEU CURSO?

Baixe este ebook GRATUITAMENTE e descubra 6 passos para te ajudar a decidir qual profissão seguir e conquistar o futuro que você sonha.

Não deixe escapar essa oportunidade! Baixe o ebook aqui!

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *